English

Notícias

Notícias

06|04|2009 - 10h3449% da cana de SP têm corte mecanizado

Colheita mecanizada no estado expandiu 157 mil hectares na safra 2008/2009.

Fonte: Energia Hoje

Na safra 2008/2009 de cana-de-açúcar do estado de São Paulo, com 3,9 milhões de hectares colhidos, 49,1% foram através de máquinas. Esse corte, feito sem emprego de fogo, atende ao projeto Etanol Verde, da Secretaria estadual do Meio Ambiente, que promove o Protocolo Agroambiental do Setor Sucroenergético.

Conforme a Secretaria, 155 fábricas de açúcar e de etanol do estado assinaram o Protocolo, o que corresponde a a 90% das unidades paulistas. Vinte e quatro associações de fornecedores também aderiram. O Protocolo prevê a antecipação do fim da queima da palha de cana para 2014, em áreas mecanizáveis, e em 2017, em áreas não mecanizáveis.

Segundo balanço da Secretaria, a área mecanizada na safra 2008/2009, comparada a anterior, aumentou em 157 mil hectares, refletindo a mudança para a técnica do emprego de máquinas. A redução da queima foi de 25 mil hectares, inferior ao ciclo 2007/2008, quando chegou a 140 mil hectares.

"A cana bisada, aquela que estava planejada para colheita, mas ficou no campo, influenciou os dados dessa safra. Existe um avanço forte da colheita mecanizada, mas esses números só vão ser refletidos no próximo balanço", explica o secretário do Meio Ambiente, Xico Graziano, durante entrevista para Ludmila Fregonesi, da assessoria da Secretaria.

A média de cana bisada em cada safra é de 4%, mas nos primeiros meses deste ano o número subiu para 12%, o que corresponde a 500 mil hectares que deixaram de ser colhidos.


Notícias relacionadas

Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE)

Integra o Centro de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) | Campinas-SP
Telefone: +55 (19) 3512-1010 | Fax: +55 (19) 3518-3104